Seleções
Chile

Copa América partidas - GRUPO C
Dia Cidade Estádio Hora Partida
Quinta-feira, 8/7 Arequipa Universidad Nacional San Agustín 19:45 Brasil vs. Chile
Domingo, 11/7 Arequipa Universidad Nacional San Agustín 17:15 Chile vs. Paraguai
Quarta-feira, 13/7 Tacna Modelo 17:30 Chile vs. Costa Rica

Introdução


Uma divida de honra
por Leonardo Burgueño, jornalista do Diario El Mercurio, de Santiago (CHI)

O Chile nunca conseguiu ganhar o campeonato continental, apesar de ter sido vice-campeão quatro vezes e estar em quinto lugar na tabela geral do torneio.

Até parece uma espécie de maldição, mas o Chile é um dos três países sul-americanos que nunca conseguiram ganhar a Copa América em suas quarenta edições. E os números não são tão desfavoráveis para a Seleção Vermelha (=a Roja), que chegou quatro vezes ao segundo lugar e na tabela geral está em quinto lugar, atrás da Argentina, Uruguai, Brasil e Paraguai.

Mas nunca o troféu principal atravessou para o lado oeste da cordilheira dos Andes, apesar de contar com plantéis que poderiam ter proporcionado a alegria esperada. A história mostra que ele quase chegou lá em 1955, 1956, 1979 e 1987.

Na primeira vez, o torneio foi disputado em Santiago e não teve a participação nem do Brasil, nem da Bolívia, nem da Colômbia. A seleção chilena apresentou um time onde o destaque era Jorge Robledo, um centro-avante que ficou na história do Newcastle da Inglaterra, nos tempos em que a exportação de jogadores para a Europa não era coisa corriqueira. O time dirigido por Luis Tirado perdeu a final com a Argentina.

Um ano mais tarde, o torneio foi transferido para Montevidéu e o Chile levou vários integrantes da seleção que no Mundial de 1962 conseguiria o histórico terceiro lugar: o goleiro Misael Escutti e os atacantes Jaime Ramirez Banda e Leonel Sanchez. Novamente Tirado era o técnico e novamente o que se conseguiu foi um segundo lugar.

Foi preciso mais de duas décadas e sete edições para o Chile voltar a aparecer entre os primeiros. Pela mão de Luis Santibãnez, um grupo de jogadores apoiados na linha de fundo por Elias Figueroa e Alberto Quintano, chegaram ao Grupo 1, onde estavam Colômbia e Venezuela, depois venceram o Peru e na final toparam com o Paraguai. Uma derrota de 3-0 em Assunção, uma vitória de 1-0 no estádio Nacional e um empate de 0-0 no estádio de Vélez acabaram consagrando os paraguaios.

Mas foi na Argentina que, oito anos depois, apareceu uma equipe que entusiasmou a todos. Principalmente depois do mítico 4-0 sobre o Brasil em Córdoba, com dois gols de Ivo Basay e dois de Juan Carlos Letelier. Depois veio o emocionante 2-1 sobre a Colômbia. Um jogo que surpreendeu o próprio time, já que tinha começado perdendo de 1-0. Até que voltou a topar com uma pedra no caminho. Daquela vez foi o Uruguai e o "Professor" Bengoechea.

Depois, com o estímulo da vitória do Colo Colo na Copa Libertadores, a aparição de Iván Zamorano e a organização do torneio, chegou em terceiro lugar em 1991. E em 1999 chegou novamente nas semifinais com Nelson Acosta como técnico.

Agora tudo é diferente. O olhar do treinador Juvenal Olmos se dirige para a Alemanha-2006. Este é o grande objetivo da Equipe Vermelha.

A Copa América, apesar de ser uma dívida de honra exposta nas vitrines da Avenida Quilín, não é uma prioridade. Mas também ninguém quer deixá-la de lado, especialmente agora que deve contar com os melhores jogadores que tem na Europa e América do Sul.

O treinador terá todos os seus homens a disposição e assim poderão trocar entre si experiências de 88 temporadas históricas. É difícil, mas as maldições também não duram cem anos.


Informações do país
Nome Oficial República de Chile (República de Chile)
Capital Santiago de Chile
Maiores cidades Viña del Mar, Antofagasta, Valparaíso, Talcahuano, Calama
Presidente Ricardo Lagos Escobar (desde 2000)
População 15 665 216 (julho/2003) - (7º)*
Mortalidade infantil 11,6/1.000 (2º)*
Expectativa de vida 76.35 anos (2º)*
Analfabetismo 4,2% (3º)*
Área 756 626 km2 (8º)*
Países vizinhos Argentina, Bolívia, Peru
Idioma Espanhol
Moeda Peso chileno (CLP).
Cotação para o dólar: 1 US$ = 610,25
(abril de 2004)
PIB US$ 66 450 milhões (2002) - (6º)*
Renda per capita 4 590 (em dólares) - (5º)*
Internet 3,1 milhões de usuários (4º)*
Código cl
Hora -4 GMT